19.90€ 13.79 
Valor mínimo para apoiar este livro
10
Apoiantes
130
Apoiantes Necessários
Titulo Aqui? Não!
Autores Sinclair Lewis, Tatiana Vaz Postman (Tradução)
Género
Romance
Proposto por
Acir Meirelles e por Diogo Ramada Curto
Editor
Hugo xavier
Formato
15,5x23,5 cm
N.º Páginas Estimado
504
Data Estimada
Outubro de 2017
Em 1935 o prémio Nobel da Literatura, Sinclair Lewis, escrevia um romance que antecipa de forma assustadora a actual situação dos EUA.
«A proximidade entre a ficção de Lewis e a actual situação roça o sobrenatural. É uma escrita profética» The New Republic

«Na época Lewis quiz criar paralelos com alguma política interna e o que se passava na Europa, com a ascensão ao poder de Adolf Hitler. Deve ter sido um livro aterrador, mas hoje é-o muito mais.» Salon

Derrotando Roosevelt nas presidenciais de 1935, Buzz Windrip, um semi-louco com um discurso nacionalista e xenófobo, toma o poder nuns Estados Unidos completamente surpreendidos.

Tendo defendido um programa eleitoral onde medidas sociais e económicas drásticas constituem apenas a ponta do iceberg, Windrip chega ao poder para instalar um sistema ditatorial e violento, em que a liberdade de expressão é apenas um dos valores postos em causa.

Uma total inversão do sonho americano, «Aqui? Não!», é um retrato social que adquire grande actualidade e revela as fraquezas da nação mais forte do mundo que se mantêm até aos nossos dias.

Além da fábula política, este é também o retrato da luta de certos sectores e grupos de cidadãos contra um regime tirânico, o que faz desta obra um texto relevante para qualquer época independentemente dos paralelos que possa ou não com ela ter.

 
Sinclair Lewis (1885-1951) foi romancista, contista e dramaturgo e o primeiro norte-americano galardoado com o Prémio Nobel da Literatura.
Grande observador da sociedade e dos seus tipos, Lewis deixou uma extensa obra, na qual retrata o seu país, tecendo duras críticas a um materialismo e capitalismo dominantes, sobretudo no período entre-guerras.

É também reconhecido como um dos primeiros escritores americanos a preocupar-se com questões sociais, como as diferenças de tratamento dos sexos no meio laboral, tendo dado grande atenção à figura da mulher operária.

Desencantado com o seu país e a sua falsa moral, Lewis tornou-se crítico do establishment intelectual, político e moral, tendo percorrido o país como conferencista e criticando a apatia social. Ao receber o Prémio Nobel vincou, no seu discurso, essa mesma insatisfação. Uma insatisfação que o levou à bebida. Morre em 1951 de vários problemas derivados do alcoolismo.

As suas obras foram adaptadas com grande sucesso ao cinema.


 
Sem informação.
Sem informação
Venha construir esta editora connosco